Como colocar minha empresa no Google - Passo a passo [Completo]

Como colocar minha empresa no Google - Passo a passo [Completo]

Receba conteúdo rico com exclusividade e comece a aumentar suas vendas através da internet.

A busca por “Como colocar minha empresa no Google” é frequentemente realizada por empreendedores donos de um negócio.

Para ser mais exato, o termo exatamente como está escrito acima é buscado em média 590 vezes todos os meses.

Você que é dono de um negócio sem dúvidas já realizou esta busca, ou em algum momento irá fazer.

Afinal, colocar a empresa no google é uma estratégia que só trará benefícios para o negócio.

Isto é o que acontece quando o seu negócio é bem posicionado no Google:

  • Aumento na visibilidade dos seus produtos e serviços
  • Ganho de audiência
  • Buscar pessoas que estão interessadas no que você tem para vender, e
  • Aumentar suas vendas

Mas o que deve ser feito para colocar a sua empresa no Google? Esta é uma das dúvidas que serão esclarecidas hoje aqui neste post.

Porém para que você possa entender o que precisa ser feito, alguns detalhes devem ficar bem claros antes.

Por qual motivo você gostaria de estar na internet, se não fosse visto pelos usuários? 

Acredito que nenhum.

Por isto não basta apenas estar presente no Google, sua empresa precisa ser notada. 

Precisa ser encontrada pelas pessoas.

Sabemos que uma busca realizada no Google retorna centenas de páginas, e nelas aparecem diversos resultados.

Você empreendedor que deseja colocar o seu negócio no Google, deve saber que estará disputando posições com diversos outros sites (resultados).

Muitos deles, concorrentes de sua empresa, por exemplo.

Por isto, é preciso também entender como fazer para que sua empresa apareça na primeira página do Google.

Desta forma sim você estará agregando visibilidade para seus produtos e serviços. E eu explico por quê. 

Quase 80% dos usuários que realizam uma busca no Google não passam para a segunda página de resultados.

Ou seja, estes usuários clicam apenas nos primeiros 10 resultados que são exibidos para eles.

Portanto, não basta apenas estar no Google, é preciso estar na primeira página do Google.

Fique aqui conosco até o final deste post e aprenda:

  • Como colocar sua empresa no Google
  • Como colocar sua empresa na primeira página do Google
  • Busca paga (Pay Search), o que é e como fazer
  • Busca orgânica (SEO), como otimizar o seu site
  • SEO Local, qual a sua importância e como utilizá-lo em sua empresa
  • Google Meu Negócio (My Business)
  • Como colocar sua empresa no Google Maps 

Um detalhe antes de continuarmos: este post terá termos técnicos, mas não se preocupe pois explicaremos cada um deles ao longo do texto.

Como colocar minha empresa no Google?

Existem basicamente duas maneiras de você colocar a sua empresa no Google, através de uma busca paga (anúncios) ou através de otimização, que no marketing é chamado de busca orgânica. 

Nós falaremos sobre cada uma delas detalhadamente no post de hoje. 

Mas de forma resumida, podemos dizer que: 

  • Busca paga: são campanhas que você personaliza dentro da plataforma do Google Ads, estas campanhas contam com conjuntos de anúncios e dentro de cada conjunto você pode criar diferentes anúncios para seus produtos e serviços.
  • Busca orgânica: Neste caso você não investirá em anúncios, mas sim adotará estratégias de otimização para aparecer organicamente na primeira página do Google.

Para fazer sua empresa aparecer na primeira página do Google organicamente, existem diferentes estratégias que você pode adotar.

Saber quais estratégias escolher dependerá de qual produto e/ou serviço você quer vender, e onde está o público-alvo que você está buscando.

Por exemplo, digamos que você vende um produto que pode ser entregue para pessoas que estiverem em qualquer lugar no Brasil. 

Neste caso o seu trabalho com otimização para buscas orgânicas é mais amplo.

Você não depende de uma região em específico, seu trabalho buscará pessoas que podem estar em qualquer lugar do Brasil procurando pelo que você vende.

Você pode criar conteúdo dentro do seu site focado em palavras-chave que tenham ligação com seu produto ou serviço e, que seu público busca por isto no Google.

Mais adiante falarei sobre algumas técnicas de produção de conteúdo para você ranquear no Google.

Mas voltando ao assunto, imagine agora que você vende um produto, ou serviço, para uma determinada região.

Você é dono de um negócio local.

Neste caso, também é possível trabalhar com a busca orgânica, porém o foco agora será em desenvolver uma estratégia de otimização local.

Para isto, você pode utilizar estratégias de SEO local.

SEO caso você não saiba, significa Otimização para os Mecanismos ou Motores de Busca (Search Engine Optimization, em inglês).

Quando falamos em motores de busca estamos nos referindo aos algoritmos (códigos) que o Google utiliza para rastrear os sites e filtrar os melhores conteúdos.

Depois de fazer isto o Google exibe estes conteúdos como resultados das buscas realizadas por nós usuários.

Cada conteúdo/resultado, é um link para uma página dentro de um site. 

Nestes resultados exibidos pelo Google, estão – segundo o buscador – as melhores respostas para o que o usuário pesquisou.

Se você é dono de um negócio local e não quer investir em anúncios no Google Ads, a otimização local é a melhor opção.

Para aparecer no Google através da busca orgânica, dentro das estratégias de SEO local, existem uma série de atividades que você pode implementar.

Sim você mesmo dono do negócio pode fazer.

Veja a seguir que estratégias são estas.

SEO Local: o que é? Como fazer?

Você que é dono de um negócio local saberá agora como utilizar o SEO local para sua empresa aparecer no Google.

Vou começar te explicando um pouco mais sobre os motores de busca do Google. 

Entendendo o funcionamento dos mecanismos de busca, ficará mais claro para você a importância do SEO.

Você entenderá também por que é importante publicar conteúdos de extrema qualidade em seu site.

Vamos imaginar que você está prestes a fazer uma pesquisa no Google, talvez como você fez quando encontrou nosso post.

O que você faz? 

Normalmente, abre o Google e digita na caixa de busca alguma frase relacionada ao que você precisa. 

Parece óbvio, não?

Depois você clica em buscar e então a “mágica” começa acontecer.

Por trás do que nós usuários não enxergamos, o buscador utiliza diversos algoritmos para selecionar os melhores resultados conforme a nossa busca.

Os algoritmos vasculham a web coletando informações dos sites e páginas, como palavras-chave, textos, URLs, código-fonte, links internos e externos.

Quando você usuário realiza uma busca o Google examina estas informações coletadas e retorna para você links de páginas da web, onde o buscador classificou que estão presentes os melhores resultados. 

Nestes resultados existem termos similares ao que você buscou.

Podemos entender a busca como uma pergunta, uma dúvida.

Logo, os resultados que o Google trás, tem como objetivo melhor responder esta dúvida.

Desta forma o Google ranqueia os resultados exibidos com base no melhor conteúdo encontrado: aquele que melhor responde à nossa pergunta.

Agora talvez tenha ficado mais claro o motivo de falarmos em “otimização”, quando nos referirmos a busca orgânica.

Veja bem, você precisa otimizar da melhor forma possível as páginas, o conteúdo e demais elementos do seu site, para que o Google classifique seu site como o melhor em determinado assunto.

Para colocar seu negócio local no Google, e melhor ainda, na primeira página do Google, através da otimização (busca orgânica), você pode realizar o trabalho de SEO local.

O que é SEO Local?

O SEO é a ciência de personalizar elementos do seu site, para alcançar as melhores posições possíveis nos rankings de buscas.

Portanto, SEO local é realização deste processo mas com o foco em uma determinada região.

Quer um exemplo prático? 

Abra uma nova aba em seu navegador e pesquise no Google por “validação de sistemas computadorizados em São Paulo”. 

Você verá que o #1 resultado é um conteúdo do site da Doctor Quality

A Doctor Quality é cliente e parceira da Ti SoftWorks, nós realizamos um trabalho de conteúdo e SEO para o site da empresa todos os meses.

Validação de Sistemas Computadorizados é um serviço oferecido pela Doctor. 

E a empresa oferece este serviço em todo o estado de São Paulo.

O SEO local transformará as páginas e os elementos do seu site, tornando-os o mais efetivo e interessante possível para os mecanismos de busca (e para os usuários).

Ok Gustavo, mas minha empresa ainda não tem um site.

Se a sua empresa ainda não tem um site, já passou da hora de você dar um jeito nisto.

Um site hoje não é mais um diferencial para nenhum negócio, mas sim, uma questão de sobrevivência. 

Existem no mercado opções completas e com preços flexíveis para você começar.

Não vou me aprofundar neste assunto hoje, pois o objetivo deste post é outro.

O objetivo aqui é falar sobre SEO local e como você pode aplicá-lo para sua empresa aparecer no Google.

E eu vou te ensinar isto.

O SEO local também pode ser realizado em conjunto com outras plataformas além do seu site.

Já que a busca é local, se outros sites forem otimizados para ela, sua empresa também aparecerá no Google.

Outros meios de você aparecer no Google para a busca local, além do site, são:

  • Redes sociais otimizadas
  • Google Meu Negócio
  • Google Maps

Falarei mais sobre estes três itens depois. 

Lembrando que isto não descarta a necessidade de criar um site para a sua empresa.

Na verdade, redes sociais, Google Meu Negócio e Google Maps podem ser utilizados em uma estratégia maior como um apoio para a otimização do seu site.

Mas por enquanto vamos voltar para o SEO local, considerando que você não está parado no tempo e sua empresa já possui um site.

Desculpe a sinceridade.

O seu negócio local só tem a crescer com estratégias de otimização.

Um site serve tanto para quando você deseja maximizar suas vendas, como também para diversos outros fins, como: 

  • Levar mais informação sobre seus produtos e serviços, e de forma mais fácil, para os seus clientes
  • Estabelecer um ambiente de relacionamento com o seu público
  • Receber feedbacks, coletar opiniões para aperfeiçoar ainda mais seus serviços
  • Criar um portfólio de produtos ou trabalhos realizados

Existem diversas possibilidades para você escolher como usar o seu site.

Mas vamos focar nas vendas

Com um site otimizado para as buscas locais, imagine que um usuário realiza uma busca no Google por algum produto ou serviço em sua região.

Você que vende este produto aparecerá nos resultados para estas buscas, ou seja, sua empresa aparecendo no Google

Melhor ainda, na primeira página do Google.

Automaticamente você estará atraindo mais clientes para o seu negócio.

Ok. Talvez você ainda não esteja convencido o suficiente sobre a importância da otimização para as buscas locais.

Por isto eu trouxe para você algumas informações importantes.

De acordo com o Google, 78% dos compradores que visitam um estabelecimento fizeram antes uma busca local na internet. 

O Google ainda nos fala sobre o que os clientes querem saber antes de ir até uma loja física para realizar uma compra.

Eles pesquisam na internet por serviços e produtos na região, querendo encontrar informações que:

  • Ajudem eles a se inspirarem em comprar
  • Ajudem eles a planejar o deslocamento que terão que fazer do local onde estão, até a loja
  • Ajudem os compradores a restringirem suas opções de compra

Você consegue entender que o cliente não quer passar trabalho?

Resumidamente, a busca local precisa facilitar a compra. 

Se o cliente não se sentir satisfeito, convencido, confortável, após realizar uma busca local, ele terá grandes chances de desistir de comprar.

Ele não vai se deslocar até a loja com tantas dúvidas ainda na cabeça.

E ainda, se o seu concorrente possuir um site otimizado para as buscas locais, e conseguir ajudar este usuário que realizou uma busca local, logo o usuário poderá se convencer que ir até o estabelecimento do seu concorrente é a melhor opção.

Caso não tenha notado, por consequência disto você acaba de perder um cliente.

E não para por aqui.

Nos últimos anos teve um crescimento acima de 200% em buscas locais através de smartphones, utilizando junto com a palavra-chave, termos como “aberto agora”, e “perto de mim”.

Ou seja, vamos imaginar que você seja dono de um restaurante. 

Uma busca local segundo estas informações que o Google está nos revelando, poderia ser: “Restaurantes abertos agora”.

Ou, “restaurantes em X abertos agora”, onde “X” refere-se ao local.

Ou ainda, “restaurantes abertos agora perto de mim”.

Você consegue entender que a busca local é uma realidade que cresce mais a cada dia que passa?

Os clientes querem cada vez mais facilidade, querem as coisas nas mãos.

E ter as coisas nas mãos começa com pegar o smartphone, dizer “Ok Google” e realizar uma busca local.

Os dados não param. 

Desde 2017 as buscas locais utilizando termos “comprar”, ou “como comprar”, juntamente com “perto de mim”, cresceu 6 vezes mais comparado a outros anos.

Segundo o Google, buscas procurando pelo número de telefone de um determinado estabelecimento também tiveram um crescimento muito grande. 

E crescem a cada dia mais.

Você empreendedor dono de um negócio local, que está querendo descobrir como colocar sua empresa no Google, precisa entender o seu site otimizado deve ser uma resposta para as dúvidas do seu cliente.

  • Você precisa estar disponível quando o cliente quiser: Imagine que você venda produtos em sua loja física, garanta que você forneça o máximo de informações possíveis. Como por exemplo, se o produto está disponível e quantos produtos há no estoque.
  • Seja relevante para o cliente: verifique se o seu negócio aparece, nos momentos críticos, onde há grande forte interesse por parte do cliente na jornada de compra. Em casos de busca paga (anúncios), a preocupação deve estar em exibir anúncios de produtos e serviços somente se estes realmente estiverem disponíveis no momento. 
  • Seja transparente com o cliente: garanta que os usuários possam encontrar facilmente informações sobre o seu produto, seu estabelecimento e demais informações sobre o seu negócio no momento em que realizarem a busca local.

Entendido melhor sobre o que é o SEO local e a sua importância para um negócio, vamos agora entender como você pode aplicar o SEO local para sua empresa.

SEO Local: como fazer?

Você tem produtos e/ou serviços, é dono de um negócio local e deseja saber como fazer SEO local para sua empresa aparecer na primeira página do Google e alcançar mais clientes.

Pois bem, para começar com a otimização local de seu site, vamos primeiramente realizar uma pesquisa e análise de palavras-chave.

O que são palavras-chave? Palavra-chave é a frase que você escreve na caixa de busca do Google quando deseja pesquisar sobre alguma coisa.

Mas como descobrir as melhores palavras-chave para seu projeto de otimização local?

Você precisa entender o que o seu cliente está procurando.

Quais palavras-chave ele utiliza na hora de fazer a busca.

E desta forma você irá trabalhar com aquele que tenha um bom volume de buscas. 

Para descobrir tudo isto você pode contar com uma ferramenta de palavra-chave, que vai lhe ajudar a encontrar as palavras-chave ideais para o seu site.

Algumas destas ferramentas, gratuitas, são:

Existem outras opções tanto gratuitas como também pagas.

Atenção, anote tudo o que você ler daqui para frente com relação a otimização on-page de seu site. 

Abaixo colocarei uma série de dicas e etapas para fazer o seu site aparecer na primeira página do Google de forma orgânica. Vamos lá!

Uma vez que você esteja diante da ferramenta de palavra-chave, siga estes três passos:

Insira termos relacionados aos seus produtos ou serviços (chamamos de iscas)

Busque por termos relacionados ao seu negócio, e 

utilize também o nome da cidade ou região que você atua e deseja alcançar clientes

Vou usar aqui para exemplificar a ferramenta ubersuggest.

Para lhe ajudar vamos voltar ao exemplo do restaurante, imagine que o seu negócio está localizado na cidade de São Paulo. 

Termos que você pode inserir na ferramenta de palavra-chave, por exemplo, são:

“Restaurante em São Paulo”

“Restaurante em São Paulo e região”

“Restaurante X em São Paulo”, onde “X” pode representar o tipo de gastronomia que seu restaurante trabalha

A ferramenta mostrará para você o volume de busca que existe por mês, em média, para cada um dos termos que você inseriu.

Volume de busca é a quantidade média de vezes que determinada palavra-chave é pesquisada no Google por mês.

E a ferramenta ainda lhe dará sugestões palavras-chave a partir dos termos que você digitou.

Desta forma você pode ir organizando sua lista de palavras-chave, adicionando mais termos e testando novas palavras. 

Pegue cada uma das sugestões que aparecer e faça também uma pesquisa no Google.

Verifique os resultados que são exibidos e através deles você também pode coletar novos termos.

Outro detalhe: no final da página de resultados do Google, existe uma seção chamada “buscas relacionadas”.

Ali o Google mostra algumas outras palavras-chave semelhantes que foram usadas pelos usuários.

Faça uma lista de palavras-chave para cada produto e serviço que você oferece. 

Cada lista deve conter a keyword principal, que é o termo mais importante, e as keywords secundárias que são termos relacionados ao principal.

Se você tem um restaurante em São Paulo, por exemplo, talvez a sua palavra-chave principal seja justamente “restaurante em São Paulo”.

Uma vez que você já possui uma lista de palavras-chave relacionadas ao seu negócio, é hora de começar a otimizar as páginas, o conteúdo e demais elementos de seu site.

Abaixo listei alguns passos para que você mesmo possa começar agora a otimizar as páginas do seu site.

Confira alguns pontos da otimização on-page (dentro da página). 

Com o gerenciador do seu site aberto, vamos ao passo a passo.

  • #Passo 01: Utilizando a palavra-chave no título. Ao começar a otimizar uma página e/ou um post de seu site, atente-se em colocar a palavra-chave principal logo no início do título.
  • #Passo 02: O título do site (não é o título da página). Para o título do site, prefira utilizar um título pequeno, é mais usual do que títulos longos.
  • #Passo 03: Utilize variações para a sua palavra-chave principal ao longo de sua página. Também chamadas de palavras-chave secundárias, ou semelhantes, elas farão que seu site aumente ainda mais a probabilidade de ser encontrado através das buscas realizadas pelos usuários.
  • #Passo 04: Meta tags. As meta tags são importantes dentro de sua otimização de página, uma meta tag de descrição (description) deve conter por exemplo um breve resumo do conteúdo existente naquela página. Além disso ela pode ser visualizada nos resultados das buscas (logo abaixo do título/link das páginas que aparecem como resultado). Uma dica é tentar encaixar sua palavra-chave principal também na meta tag de descrição.
  • #Passo 05: H1. Na linguagem de marcação html, utilizada para construção de páginas na internet, utilizamos tags H1, H2, H3 e H4 como níveis de títulos. Onde o H1 é o seu título principal. Nele, atente-se de colocar a sua palavra-chave principal.
  • #Passo 06: Subtítulos. Agora a atenção estará voltada para os títulos de níveis menores, H2, H3 e assim por diante. Utilize subtítulos ao entrar em um novo assunto, isto otimiza a experiência do usuário com a sua página, aperfeiçoando a usabilidade da mesma e também mostra para os mecanismos de busca que o seu conteúdo é organizado.
  • #Passo 07: Listas. As listas além de deixar o conteúdo mais organizado, e facilitar a leitura, funcionam como um tempero a mais para os mecanismos de busca. 
  • #Passo 08: Equilíbrio. Procure sempre manter um equilíbrio entre os fatores que são favoráveis para os motores de busca do Google, e os fatores que beneficiarão os usuários. Jamais puxe apenas para um dos lados.

Acima colocamos alguns passos para você realizar a otimização dentro de qualquer página de seu site.

Mas o trabalho não para por aí.

Existe uma página principal no seu site, a página responsável muitas vezes por receber a maior taxa de cliques e visualizações

Esta página é a Homepage, a página inicial. Por ser a principal página, merece também uma atenção especial.

Todos os passos que você aprendeu anteriormente para fazer uma otimização on-page, faça também para a homepage.

Entretanto, para a otimização da sua homepage leve em consideração também os passos a seguir.

  • #Passo 01: Credibilidade. Na homepage, garanta que sejam exibidas para os usuários as melhores partes do seu site. Um resumo do que o seu site trás de melhor. Sem enrolação, seja claro e objetivo e transmita credibilidade para a sua audiência.
  • #Passo 02: Palavra-chave competitiva. Entre as palavras-chave de sua lista, pegue aquela que tem um nível competitivo – com relação aos seus concorrentes – mais alto, ou a palavra-chave que representa seu produto ou serviço principal (pode ser a mesma que você utilizou para o título do site). Aplique a palavra-chave na homepage de seu site através de um título ou dentro dos textos. 

Uma dica: se a sua palavra-chave principal tem relação com um produto ou serviço específico, na página e/ou no post que você falar sobre ele, faça um link para a homepage de seu site utilizando a palavra-chave.

Estes dois importantes passos acima, junto com a dica que lhe dei, deixarão a sua homepage mais otimizada e pronta para fazer o seu site aparecer na primeira página do Google.

Mas não paramos por aí, ainda tem mais alguns detalhes.

Navegação baseada em textos: transforme a navegação dentro do seu site baseada em texto. Na sequência você entenderá melhor.

Links no rodapé: no rodapé da sua homepage, faça links em texto para as demais páginas do seu site.

Utilize breadcrumbs: breadcrumbs é o nome dado para o rastro de navegação, ele acompanha cada nova página que é acessada pelo usuário a partir da homepage do site. 

Utilize breadcrumbs em texto, eles ajudarão os mecanismos de busca a entenderem a estrutura do seu site. Veja um exemplo: link da sua homepage (com a palavra-chave principal) > nível 01 > nível 02 > página que o usuário está.

Crie e disponibilize um sitemap, ele é responsável por ajudar os mecanismos de busca a rastrear o seu site.

Existem plugins para a plataforma WordPress que geram sitemap automaticamente, falaremos sobre este assunto mais adiante.

Descrição para os links: quando você puder, e não for interferir em nenhum outro aspecto do seu site, coloque uma breve descrição dentro dos seus links internos.

A descrição dentro de um elemento, como em um link neste caso, é aplicada pelo atributo “description”. Confira o exemplo em HTML abaixo: 

<a href=”destinodolink” description=”Descrição de exemplo”>Link de exemplo</a>

Esta descrição não aparecerá para os usuários, mas ela será lida pelos mecanismos de busca.

Você também pode incrementar os links com o atributo de título, este sim é visto pelos usuários quando passam com o mouse por cima do link.

Voltamos ao exemplo:

<a href=”destinodolink” description=”Descrição de exemplo” title=”Titulo de exemplo”>Link de exemplo</a>

Nos atributos description e title você pode acrescentar a palavra-chave principal da página para qual aquele link aponta.

Forneça um conteúdo informativo: faça referências para pesquisas e dados confiáveis dentro do conteúdo de suas páginas, que agreguem na qualidade e na credibilidade deste conteúdo.

Quando você traz informações externas confiáveis, você está incrementando o seu conteúdo e mostrando que você é realmente uma autoridade naquele assunto.

Desta forma você deixa seu conteúdo mais informativo e menos orientado a venda.

Lembre-se, antes de comprar, os usuários querem informação e querem ser ajudados. 

Querem que suas dúvidas sejam sanadas, querem se sentir confiantes, querem terem as coisas na palma da mão.

Portanto não construa as páginas do seu site, e o conteúdo delas, somente focando em falar dos benefícios de seu produto ou serviço e forçando a venda.

Lembrando que para posicionar sua empresa nos resultados das buscas, através de um site otimizado e de forma orgânica, você terá dois chefes aos quais deverá satisfação todos os dias.

Os usuários, e o próprio Google.

As dicas que você viu até agora vão lhe ajudar a otimizar o seu site, para fazer com que sua empresa apareça na primeira página do Google.

Você está aprendendo até aqui a como colocar sua empresa no Google, através da busca orgânica, sem precisar pagar para o Google por isto.

Até o momento falamos mais detalhadamente sobre SEO local, que como você já sabe é a otimização de um site para as buscas locais. 

Este post tem como objetivo mostrar que você, dono de um negócio local, dedicando um pouco do seu tempo pode otimizar o seu site para aparecer no Google e alcançar mais clientes.

Ainda neste post vou mostrar para você mais detalhes sobre a otimização on-page de um site, para buscas locais e buscas genéricas, vou lhe ensinar a otimizar um site em WordPress e darei várias outras dicas.

Para darmos sequência, confira a seguir uma dica que por muitos é considerada como a chave para o sucesso do SEO local.

A chave para o sucesso do SEO local

A chave para o sucesso do SEO local

Você sabe qual é a chave para o sucesso do SEO local?

Segundo Greg Gifford, a chave para o sucesso do SEO local é educar o seu cliente.

Greg Gifford é vice presidente de pesquisa na agência Wikimotive, localizada em Peterborough, na Inglaterra.

Segundo Gifford os profissionais de SEO sabem muito sobre as técnicas e os conceitos para otimizar os sites e fazer com que eles apareçam nas buscas do Google.

Muitas técnicas e conceitos são comuns entre os profissionais da área.

Alguns profissionais ou agências podem ter mais conhecimento e também experiência do que outros, mas ainda assim os livros, a internet, cursos, se encarregam de ensinar o que faltar para alguns. 

Da mesma forma que eu resolvi abrir hoje aqui neste artigo, dicas e técnicas para você dono de um negócio conseguir colocar a sua empresa no topo do Google.

Eu estou mostrando como você mesmo pode começar otimizar seu site e ver a sua empresa ser encontrada no Google de forma orgânica.

Com um pouco mais de dedicação e vontade de aprender, você também pode se aventurar pelas mais variadas técnicas e conceitos de SEO e demais serviços e estratégias de marketing digital.

Mas onde entra o segredo abordado por Greg Gifford?

Justamente o que diferencia um profissional de SEO, ou uma agência, de outros e outras, é a educação do cliente para com o serviço a ser oferecido.

No caso do SEO, este é o principal serviço da Ti SoftWorks, por isto este post além de lhe ensinar técnicas e dicas, também reforça a importância deste serviço para a sua empresa.

Esta é uma forma que eu encontrei de lhe educar sobre este serviço.

Além de lhe ajudar com diversas dicas práticas mostrando que você mesmo pode começar a construir a resposta para a pergunta “como colocar minha empresa no Google”.

Portanto entenda que é extremamente importante saber educar o seu cliente sobre o trabalho que você desenvolve.

Muitas pessoas acreditam que se ensinarem muitas coisas para outros, eles não serão mais clientes e sim concorrentes.

Este pensamento está completamente errado.

Existe um gatilho mental que chamamos de gatilho da reciprocidade.

Ou seja, você agrega valor, e será um dia retribuído por isto.

Se eu te ajudar com algo muito importante hoje, sem lhe pedir nada em troca por isto, quando eu precisar de você, não irias também me ajudar?

Reciprocidade. Ou troca, se preferir.

Eduque o seu cliente

Aprenda a educar o seu cliente mostrando o que você faz no serviço que oferece, ou mostrando como o produto que você vende transformará a vida dele.

Mostre suas técnicas, mostre o passo a passo que sua empresa pratica, mostre como sua equipe trabalha, mostre a matéria-prima e por fim mostre seu produto em ação na vida de quem já comprou.

Você estará mostrando para o seu cliente que ele pode confiar na sua marca.

Você estará agregando valor sem focar somente em vender.

A venda é uma consequência.

Faça isto dentro da otimização de suas páginas, do seu site, do texto que você for escrever sobre seus produtos e serviços.

Pratique o SEO on-page, otimização local, focando em educar o seu cliente e você terá um diferencial enorme na disputa pelas primeiras posições do Google.

O motivo: os usuários escolherão o seu site, pois ele agrega mais valor.

Muitos ainda não se deram conta sobre isto que estou mostrando hoje aqui para você, que o Gifford revelou em seu artigo.

E inclusive muitos profissionais de SEO não focam em educar os seus clientes.

Ainda são poucos os que já se deram conta disto. 

É comum encontrarmos muitos “gurus” por aí que até compartilham parte do que eles sabem, mas acabam sempre querendo lhe vender como “solução completa” cursos e mais cursos.

Donos de um negócio como você, muitas vezes precisa de uma agência ou um profissional que faça o trabalho.

E se muitos profissionais de agências não educam nem os próprios clientes, você acredita que farão isto para os seus?

Pense bem nisto.

SEO Local para Sites em WordPress

Conforme eu havia mencionado anteriormente, falaremos agora sobre o SEO local específico para sites na plataforma WordPress.

Todas as técnicas que você viu anteriormente devem ser utilizadas aqui também, porém mostrarei algumas dicas especiais para esta plataforma.

O WordPress é um CMS, sistema de gerenciamento de conteúdo (content management system, em inglês).

É a plataforma mais utilizada para construção de sites e blogs no mundo inteiro.

Isto porque é flexível, fácil de administrar, e existem diversos plugins e extensões – entre gratuitos e pagos – que adicionam funcionalidades incríveis para o seu site.

Também não podemos esquecer que o WordPress conta com diversos temas personalizáveis, que você pode facilmente customizar e deixar o visual do seu site lindo, agradável e usual.

Mas para mim e para você hoje neste post, talvez o melhor benefício do WordPress seja que ele é uma plataforma sólida para SEO e pronta para uso.

WordPress e SEO combinam muito.

A seguir saiba como implementar estratégias de SEO local para a sua empresa com um site WordPress.

Mas antes de prosseguir vamos recapitular algumas coisas importantes sobre o que você está aprendendo hoje aqui: 

  • Busca local: pesquisas realizadas no Google por clientes que desejam saber mais sobre um serviço ou produto em determinada região.
  • SEO: conjunto de estratégias para fazer o seu site aparecer no Google de forma orgânica, sem que você precise investir em anúncios.
  • Otimização local: otimizar o seu site, fazendo com que os seus produtos e serviços sejam encontrados quando os usuários realizarem uma busca local.
  • SEO Local: conjunto de estratégias de SEO utilizadas para a otimização local.
  • SEO on-page: conjunto de estratégias de SEO focadas em otimizações dentro das páginas do seu site.
  • WordPress: plataforma mais utilizada no mundo todo para construção e gerenciamento de sites e blogs.

Agora sim, aprenda como colocar sua empresa no Google com o seu site em WordPress, e com estratégias de SEO.

O WordPress é uma plataforma de SEO

O WordPress oferece gratuitamente uma sólida plataforma de SEO pronta para uso.

Quando você instala a plataforma no seu servidor de hospedagem de site, ela parece ser um tanto crua.

Porém existe uma diversidade de temas e plugins gratuitos que você pode estar adicionando na plataforma e agregando em novas funcionalidades para o seu site.

Os temas e os plugins também lhe proporcionarão um maior poder de personalização.

O conteúdo a ser adicionado pode também ser organizado e categorizado, de maneira hierárquica e sensata.

Com o WordPress você consegue também filtrar tudo o que deseja mostrar para os seus usuários e, o determinar o que o Google deverá rastrear e o que deve ser ignorado.

Taxonomias (Grupos)

Taxonomias, ou grupos, é um conceito utilizado pelo WordPress sobre como agrupar elementos.

Um exemplo óbvio seria como dizer que o “arroz” está dentro do grupo “grãos”.

Por padrão o WordPress já vem com alguns tipos de grupos (taxonomias), que são:

  • Categorias
  • Links da categoria
  • Formatos de posts
  • Tags de posts

Alguns destes grupos são compatíveis com hierarquias, como por exemplo as categorias. 

Este artigo que você está lendo por exemplo, fala principalmente sobre SEO Local, portanto dentro do WordPress ele poderia estar categorizado conforme a seguinte hierarquia:

  • Marketing Digital > SEO > SEO Local

Trata-se de grupos e subgrupos. 

É importante entender este conceito de taxonomias, pois se você tiver um site em WordPress com taxonomias bagunçadas, isto pode estragar completamente sua estratégia de SEO.

No SEO os mecanismos de busca precisam “ler” o seu site, por isto quanto mais organizado o site estiver, melhor.

Ao separar corretamente o conteúdo de nosso site, estamos ajudando os mecanismos de busca a rastrearem as páginas e indexa-las mais rápido.

Além disto, estamos dizendo para o Google o que queremos mostrar para nosso público-alvo.

O plugin de SEO do WordPress

Você já sabe que plugins são extensões que você adiciona na plataforma WordPress para acrescentar funcionalidades ao seu site.

Um deles é o plugin de SEO, estamos falando do WordPress SEO by Yoast.

Existem outros, mas este pode ser considerado o principal dentre os demais e também o mais utilizado.

Este plugin de SEO para WordPress fornecerá para seu site as funcionalidades que você precisa para otimização de suas páginas.

Ele possui uma versão gratuita e também tem a versão premium que é paga.

Se você pode adquirir a versão paga do plugin, eu recomendo muito, pois ela possui funcionalidades que fazem a diferença dentro de uma estratégia de SEO.

Uma vez que você tenha instalado o plugin de SEO para WordPress em seu site, ao acessá-lo você encontrará um assistente de configuração.

Basta seguir os passos que o próprio assistente fornece para definir algumas configurações de SEO para seu site.

É importante lembrar que somente a utilização deste plugin não garante que você terá sucesso em colocar o seu site no topo do Google.

Mas a ferramenta é uma opção excelente para facilitar e otimizar o trabalho.

Configurações do WordPress

Ao acessar o gerenciador do WordPress, você verá no lado direito de sua tela um menu com algumas opções.

Uma delas é a opção para configurações.

Nesta parte faremos algumas modificações para melhorar a performance do seu site junto aos mecanismos de busca.

Quero deixar claro uma coisa para você aqui, existem três elementos que você deve prestar atenção para cada link de página do seu site.

São eles:

  • A URL (algumnome.com.br)
  • O subdomínio (www) e
  • O protocolo (http/https)

Estes três elementos criam combinações diferentes. 

Estas combinações podem confundir os mecanismos de busca e em alguns casos prejudicar também os usuários. Confira alguns exemplos.

Na ferramenta Google Search Console, gratuita e oferecida pelo próprio Google, você consegue informar para os mecanismos de busca qual o formato de URL que você prefere.

Não entraremos em mais detalhes sobre esta ferramenta neste post, mas quem sabe em um próximo.

Se você gostaria que eu falasse detalhadamente sobre esta ferramenta ensinando tudo o que você pode (ou deve) fazer com ela, deixe um comentário no final da página.

Ainda no menu de configurações do WordPress você verá uma opção chamada “links permanentes”.

Nesta tela você poderá dizer para o gerenciador como você gostaria de exibir suas URLs.

Basicamente, a opção mais recomendada é “nome do post”. 

O formato fica mais ou menos assim: https://seusite.com.br/nome-do-post/

SEO Local com WordPress

Para fazer a otimização local do seu site, com a plataforma do WordPress, vamos levar em consideração duas coisas: 

  • O local: região em que você atua
  • Produtos e Serviços: o que você oferece para seu cliente

O “x” da questão aqui é estabelecer uma relação entre a região que você atua e os produtos ou serviços que você oferece.

Primeiramente você deve criar uma página detalhada para cada lugar onde você atua. Cada cidade, ou bairro, enfim. 

Depois é preciso criar uma página detalhada para cada serviço ou produto que você oferece. 

Lembre de todas aquelas dicas que você viu anteriormente na parte do SEO Local: como fazer. 

Por último, vamos vincular as páginas que você criou. 

Os locais de atuação com os serviços ou produtos.

Como você pode fazer isto? Veja o exemplo que vou lhe dar a seguir.

Imagine que você é dono de uma empresa de limpeza e impermeabilização de estofados.

O usuário acessa o seu site e deseja saber se o serviço de limpeza de estofados está disponível em Porto Alegre, cidade que ele mora.

Logo, as páginas que falam sobre as regiões de atuação, devem dispor de uma lista de serviços disponíveis vinculados às páginas destes serviços. 

Da mesma forma que em cada página de serviço você pode acrescentar uma lista das regiões em que este serviço é oferecido, vinculada com a página de cada região.

Pegando o exemplo que dei acima, considere que uma página fale sobre a cidade de Porto Alegre, e tenha vínculo com a página de serviço limpeza de estofados.

Na página de limpeza de estofados, onde falo das regiões que este serviço é oferecido, farei um vínculo com a página sobre Porto Alegre.

Quando eu falo “vínculo” quero dizer para criar um link para a página. Uma ligação.

O que estamos fazendo aqui é indicar claramente a disponibilidade de um serviço em cada região.

Automaticamente já estamos criando uma conexão entre as páginas

A Yoast, marca responsável pelo plugin WordPress SEO, também possui outro plugin próprio para SEO Local em sites WordPress.

Este porém é pago, em outro post ou material falaremos mais detalhadamente sobre o plugin.

Estas foram algumas dicas para você incrementar ainda mais sua estratégia de SEO local com um site na plataforma WordPress. 

É importante salientar que SEO no geral não está limitado apenas em estratégias dentro das páginas do seu site, existem outros pontos chave que devem ser levados em consideração e trabalhados.

São fatores externos, mas que influenciam muito dentro da otimização de um site.

Mas este também é um assunto a ser aprofundado em outro post ou quem sabe em um futuro material.

Usuários inscritos no site ou no blog da Ti SoftWorks não perdem nenhuma atualização de post ou material. 

Para darmos sequência neste artigo, vamos falar de outras maneiras de você colocar a sua empresa no Google.

Elas podem influenciar e ter participação também no SEO e estarem vinculadas ao site de sua empresa.

Entenda melhor a seguir.

Google My Business: o que é?

Google My Business

Você já ouviu falar no Google Meu Negócio (My Business, em inglês)?

Se você lembra do que falamos no início deste artigo, sobre as buscas locais, vai entender logo a importância do Google Meu Negócio.

O Google Meu Negócio é um serviço gratuito oferecido pelo Google para você cadastrar a sua empresa no buscador e conectar-se com os seus clientes.

Quando um usuário realizar uma busca local procurando pelos seus produtos e serviços, ele poderá obter como resultado uma caixa com informações sobre a sua empresa.

Uma capa, nome, categoria do negócio, fotos, número de telefone, endereço, email, link do seu site e muito mais.

Imagina que o usuário esteja procurando pelo nome da sua empresa junto com a palavra “telefone”.

Se a sua empresa estiver cadastrada no Google Meu Negócio, o número de telefone da sua empresa será a primeira informação a aparecer para este usuário.

Porém o Google My Business não se trata apenas de um local para reunir informações da sua empresa.

Ele também é uma ferramenta poderosa que pode aumentar o faturamento do seu negócio, oferecer informações valiosas sobre seus clientes e ainda impactar positivamente em sua estratégia de SEO local.

Sabemos que o Google domina o mercado de buscas, isto não precisa ser discutido.

Você sabe já também que a maioria das pessoas não passam da primeira página de resultados. 

Em outras palavras podemos dizer que o seu cliente encontra o que precisa na primeira página do Google.

E, quem sabe também, logo entre os primeiros resultados.

Por isto é extremamente importante para você dono de um negócio local, criar um perfil no Google Meu Negócio.

Com o Meu Negócio você conseguirá:

  • Gerenciar e exibir informações relevantes sobre a sua empresa
  • Interagir com potenciais clientes, receber e monitorar avaliações online
  • Rastrear informações sobre como os clientes chegam até o seu site

Parece óbvio que todo negócio local deveria ter um perfil no Google Meu Negócio, não acha? 

Porém, ainda assim, muitos donos de negócios locais ainda não criaram um cadastro gratuito no serviço do Google.

Uma dica, após criar e validar sua conta no Google Meu Negócio, lembre-se de mantê-la sempre atualizada

As informações básicas que você deve disponibilizar no Google Meu Negócio são:

  • Nome da empresa
  • Endereço
  • Número de telefone
  • Site
  • Descrição
  • Categoria
  • Atributos

Estas informações serão indexadas nas buscas do Google e no Google Maps.

Forneça o endereço completo e verifique se as coordenadas no mapa ficaram corretas.

Lembre-se que quanto mais informações você fornecer para os usuários, mais credibilidade você estará agregando para sua marca. 

Também mais confiança o usuário terá para enfim se tornar seu cliente.

Dicas rápidas sobre o Google Meu Negócio

  • Adicione o máximo de informações possível e mantenha elas sempre atualizadas
  • Coloque uma foto de capa, uma foto de perfil e adicione vídeos contando a história de sua empresa
  • Peça avaliações e responda todas elas
  • Não encare uma avaliação ruim como algo ruim, mas sim como uma oportunidade de melhoria em sua empresa
  • Ative a funcionalidade de mensagens (clientes entrarão em contato por mensagens com a sua empresa direto pelo Google Meu Negócio)
  • Monitore o comportamento dos clientes através do Google Meu Negócio Insights

Ao criar um perfil no Google Meu Negócio sua empresa já estará no Google e de forma gratuita.

Além disto, ao seguir todas as dicas que lhe passei aqui, você terá um perfil destacado e otimizado. 

Sem contar que você estará contribuindo para o SEO do seu site e para melhorar seu posicionamento nas buscas.

Como colocar sua empresa no Google Maps

O Google Maps é um serviço de busca e visualização de mapas, endereços e localização. 

Através deste serviço também é possível traçar rotas, obter dados como tempo de deslocamento, distância, entre outros.

Quando você cria uma conta no Google Meu Negócio e fornece as informações corretas sobre o endereço de sua empresa, automaticamente o Google Maps irá rastrear a localização.

Como alterar o ícone da sua empresa no mapa?

O Google Maps oferece um recurso chamado marcadores de locais

Esta característica proporciona uma melhor visualização do conteúdo exibido de acordo com os dados do mapa.

Em outras palavras tratam-se de ícones que servem para caracterizar o tipo de estabelecimento a ser mostrado no mapa.

  • Um restaurante
  • Uma loja de roupas
  • Uma instituição financeira, entre outros

O ícone do marcador é definido pelo Google Maps com base nas informações sobre o negócio, como a categoria por exemplo. 

Você pode personalizar o seu mapa pessoal, para quando você for consultar determinados locais ou até para identificar a sua empresa.

Mas lembrando que esta personalização não aparecerá para outros usuários.

Caso o que você deseja seja esta personalização do seu mapa pessoal, faça o seguinte: 

  • #1: Através do seu Smartphone acesse o aplicativo do Google Maps e no menu escolha a opção “Seus lugares”.
  • #2: No local que você deseja editar, clique nos três pontinhos que aparecem à direita e escolha a opção “Alterar ícone”.
  • #3: Uma janela com diversos ícones será exibida, escolha um deles.
  • #4: Depois de clicar no ícone escolhido, clique em “salvar”.

Pronto, ao abrir o seu aplicativo do Google Maps agora você verá que no local onde você editou aparecerá o ícone que você escolheu.

Você também pode adicionar novos locais e dar nomes personalizados para eles.

A seguir vamos falar da terceira forma de você colocar a sua empresa no Google. 

Confira a seguir como colocar a sua empresa no Google através de anúncios no Google Ads.

Google Ads (AdWords)

Google Ads - AdWords

Chegamos neste momento na terceira forma de você colocar a sua empresa no Google.

Você viu até aqui:

  • Buscas locais com um site otimizado (maneira orgânica)
  • Google My Business (serviço gratuito do Google para negócios locais)

Agora falaremos de uma maneira de você aparecer nos resultados das buscas no Google, ao contrário da forma orgânica que você viu até aqui. 

Ou seja, a forma paga.

Esta opção é para quem prefere investir em anúncios para que sua empresa apareça na primeira página.

Nesta opção você estará pagando ao Google um determinado valor por clique, que dependerá das palavras-chave definidas em seus anúncios e que os usuários pesquisarem.

Certamente você pode também casar esta estratégia com as demais que você viu neste post. 

O investimento em anúncios é uma forma de você aparecer no Google mais rápido.

Porém, obviamente, o seu site só aparecerá enquanto você investir.

Diferente do SEO que possui foco em otimizar o seu site, no Google Ads você não estará agregando autoridade para os mecanismos de busca.

Se você quer uma solução que lhe trará retorno com o passar do tempo, porém de forma crescente e recorrente, esta solução é o SEO.

Já se você quer um retorno mais rápido, e não se importa de ter que investir bastante para isto, mesmo sabendo que não trará autoridade para seu site, opte pelo Google Ads.

Obviamente que se você puder ter as duas estratégias trabalhando a seu favor, melhor ainda para a sua empresa.

Sobre o Google Ads, vale lembrar também que a maioria dos usuários não clicam em anúncios, portanto leve isto em consideração ao decidir qual estratégia utilizar.

Para ser mais exato, aproximadamente 80% dos usuários ignoram os resultados pagos (anúncios).

Nós da Ti SoftWorks recomendamos que você faça anúncios na plataforma do Google Ads, mas dê prioridade para as estratégias de SEO.

Para começar a criar suas campanhas, conjuntos de anúncios e os respectivos anúncios, basta acessar a plataforma do Google Ads.

Dominando o Google nos próximos meses

Vamos recapitular tudo o que você aprendeu até aqui neste post?

  • Falamos sobre as buscas locais e a importância delas se você for dono de um negócio local
  • Mostramos para você o que é, e como aplicar estratégias de SEO local para o seu negócio
  • Dentro das estratégias de SEO local, falamos sobre ações de otimização on-page
  • Falamos depois sobre o WordPress e como realizar um trabalho de SEO dentro desta plataforma
  • Partimos para uma abordagem sobre o Google Meu Negócio e a importância de criar uma conta neste serviço para a sua empresa
  • Falamos também sobre o Google Maps
  • Por fim, lhe mostrei a maneira paga de aparecer no Google, através do Google Ads e fiz uma comparação desta estratégia com a estratégia orgânica

Mas Gustavo! Você não falou em momento algum sobre as redes sociais.

Bom, não seja por isto. 

As redes sociais são ferramentas importantes também para a presença e posicionamento de uma marca na internet.

Por qual motivo eu não fiz um tópico somente para elas? 

Simples. As pessoas tendem a acreditar que marketing digital é só rede social.

Aqui na Ti SoftWorks nós queremos mostrar que isto está totalmente equivocado. 

Desenvolver um site e trabalhar com marketing de buscas são estratégias muito superiores. 

Você pode usar as redes sociais pensando mais no relacionamento com o seu público.

Costumo dizer que servem principalmente como ferramenta para você encontrar o seu público-alvo, e interagir com ele. 

Elas também servem como ferramenta de apoio no momento que você estiver realizando um lançamento de um produto, curso, serviço, para fins de promoções.

Atualmente as redes sociais, como o Facebook e o Instagram estão limitando cada vez mais o alcance das publicações orgânicas

Ou seja, se você tem uma audiência de 1.000 seguidores, e você faz uma publicação, esta não será exibida para todas as pessoas que lhe seguem.

Por quê? Simplesmente pelo fato de que a rede social é uma empresa que também tem seus custos e precisa também faturar.

A forma desta empresa faturar é quando as marcas pagam para impulsionar publicações ou fazem anúncios.

O que eu sempre digo para quem me consulta sobre marketing digital é que não aposte todas as suas fichas em apenas uma plataforma ou uma estratégia.

Vejo muita procura por profissionais para gerenciar redes sociais, ou criação de postagens para mídias sociais, gerenciamento de anúncios no Facebook e Instagram e por aí vai.

E o pior de tudo é que alguns empresários são resistentes quando tentamos ajudá-los sobre as estratégias a serem utilizadas.

Você precisa entender que marketing digital não é somente rede social, na verdade, bem longe disto.

Pense nas redes sociais como uma ferramenta de apoio, mas não deposite todas as suas fichas em um lugar só.

Outro ponto importante que podemos até fazer um link com o que você viu anteriormente aqui neste post, é que as redes sociais também contribuem para as buscas locais.

Se você tem um perfil bem elaborado nas mídias sociais e com uma certa autoridade, isto é: 

  • Um número crescente de seguidores
  • Realiza publicações frequentemente
  • Suas publicações geram sinais sociais e engajamento (comentários, curtidas, compartilhamentos) 
  • Avaliações positivas
  • Perfil com informações completas, atualizadas e botões de ação

Tudo isto impactará positivamente para o posicionamento de sua empresa nos resultados das buscas do Google.

Os sinais sociais são também fatores que os mecanismos de busca levam em consideração na hora de classificar um site.

Por outro lado na busca local por uma empresa, normalmente se o negócio possui um perfil nas redes sociais, o link aparecerá entre os resultados exibidos.

Então, como você vai dominar o Google nos próximos meses?

Descubra a seguir com as últimas dicas deste post.

Dominando o Google de uma vez por todas

O primeiro passo é juntar tudo o que você aprendeu hoje neste artigo.

O segundo passo é fazer o download de nossos materiais completos, oferecidos durante este post e no final dele, para ter todas estas dicas e muito mais detalhes ainda na palma de suas mãos.

E por fim, anote estas últimas dicas. 

Dica #1: Transforme seu site em um imã de clientes, mesmo antes deles estarem prontos para comprar.

Algumas palavras-chave são extremamente disputadas e caras. 

Principalmente se elas claramente caracterizam uma intenção de compra

Imagine por exemplo que um usuário busca por “tênis de futsal da nike”. 

Este usuário possui claramente intenção de comprar este produto.

Acontece que quando você deseja ranquear o seu site para termos disputados como este, ou realizar anúncios usando essa palavra-chave, você vai demorar para obter resultados e no caso dos anúncios gastará muito dinheiro.

Pegue como outro exemplo o termo “agência de marketing digital”. 

Esta palavra-chave possui em média 2.400 buscas por mês segundo o Google.

O usuário que faz esta pesquisa provavelmente está querendo contratar serviços de marketing digital.

Sabe quanto custa o clique em um anúncio com este termo? 

Chega a custar R$13,56 cada clique.

A cada clique que um usuário der, a empresa que está anunciando paga treze reais e cinquenta e seis centavos.

Caro. Muito caro.

E como você dono de um negócio pode driblar isto? Utilizando palavras-chave relacionadas (secundárias).

Falamos sobre elas no início deste post. 

Talvez você não obtenha um volume de tráfego de usuários em seu site tão alto no começo. 

Ou, você não tenha muitas vendas no início. 

Mas a questão toda é ter paciência e ir crescendo aos poucos. 

Produzindo conteúdo dentro do seu site para palavras-chave relacionadas com aquela palavra disputada, você vai atrair um público parecido com o potencial cliente.

O usuário ao acessar seu site pode até não estar tão maduro ainda para realizar a compra. 

Mas, você já conquistou a atenção desta pessoa e este é o primeiro passo na jornada até convertê-la em cliente.

A partir daí você pode também criar landing-pages falando sobre o seu produto ou serviço e otimiza-las utilizando as palavras chave secundárias. 

Dica #2: Comendo pelas beiradas. Talvez o nome que eu dei para esta segunda dica soe um pouco engraçado.

Você pode até encontrar outros nomes na internet para esta estratégia que vou lhe ensinar a seguir.

Ou você pode também criar o seu próprio nome. Não importa muito desde que você entenda o conceito.

“Comer pelas beiradas” segundo o dicionário informal é uma expressão popular que significa que alguém está fazendo algo sem ninguém perceber, ou fazendo algo com calma, devagar.

Vamos levar em consideração fazer algo com calma, devagar.

O SEO é uma estratégia que embora gere muito mais retorno sobre o investimento, exige paciência. 

Muitos profissionais de marketing e até mesmo empresários que querem colocar sua empresa no Google, vão querer focar em ranquear um site para termos novos e disputados. 

Termos concorridos são mais demorados e difíceis para você conseguir ranquear. 

Pois já existem sites com autoridade alta ranqueados.

Sabendo disto, o que então você pode fazer? Ir comendo pela beirada.

Abra a ferramenta Google Search Console e faça login na mesma. 

Se a sua empresa ainda não possui uma conta vinculada ao Google Search Console providencie isso logo.

Dentro da ferramenta, no ítem do menu chamado “performance” você verá uma lista de termos para os quais seu site está ranqueando.

Escolha um dos termos e clique nele.

Depois você vai clicar na opção “página”. Você verá então um relatório que vai te mostrar a URL do seu site que está ranqueada no Google para o termo que você escolheu.

Guarde esta URL pois você precisará dela na sequência.

Abra a ferramenta Ubersuggest do Neil Patel.

Lembra daquele termo que você clicou lá no Google Search Console? Coloque ele agora na caixa de pesquisa da ubersuggest e clique em “ideias de palavras-chave”.

A ferramenta irá exibir uma lista de sugestões de palavras relacionadas com o termo que você digitou.

Principalmente palavras de cauda longa, que possuem 3 ou mais termos.

O que você fará agora? Anote todas estas sugestões de palavras que a ferramenta ubersuggest te deu e adicione elas na página da URL que você pegou no Google Search Console.

Distribua estas palavras-chave na sua página de forma sensata e que faça sentido com o conteúdo da mesma. 

Para isto você provavelmente terá que incrementar o conteúdo.

Com esta estratégia a tendência é que o ranking da sua página comece a subir já nos próximos dias.

Faça a variação corretamente das palavras-chave de cauda longa com a palavra-chave principal da página, ajustando o conteúdo da mesma.

Neste post eu procurei não somente responder a pergunta “como colocar minha empresa no Google”, feita por tantos empresários, mas também mostrar como posicionar sua empresa no topo do Google.

Estar no Google é uma coisa. Aparecer na primeira página de resultados é outra.

Por isto do início ao fim deste post procurei deixar dicas e passos para você otimizar o seu site e fazer com que sua empresa alcance potenciais clientes e maximize vendas.

Se eu consegui ajudar você de alguma forma com o post de hoje, deixe seu comentário abaixo. 

Caso você tenha alguma sugestão de conteúdo, algo que você gostaria de aprender, alguma coisa que eu poderia estar ajudando a sua empresa, conte-me também nos comentários.

E não se esqueça de fazer o download de nossos materiais como os ebooks e infográficos, eles abordam alguns assuntos com mais detalhes e são materiais  completos e gratuitos, prontos para você baixar em seu smartphone e consultar onde e quando quiser.

Encerramos este post por aqui, desejo para você e seu negócio muito sucesso. 

Forte abraço!

Você também pode gostar:

Ei...

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários!

Receba conteúdo rico com exclusividade e comece a aumentar suas vendas através da internet.

Conheça nossa agência

Conheça a Ti SoftWorks e saiba como nossos serviços ajudam dezenas de empresas a maximizarem suas vendas.

© Copyright 2019. All rights reserved. Designed by Ti SoftWorks

Para uma melhor experincia com este post, tenha em mos papel e caneta para fazer anotaes!