Design gráfico em Porto Alegre - Confira dicas e cursos de design

Design gráfico em Porto Alegre – Confira dicas e cursos de design

Se você mora em Porto Alegre e está buscando por um serviço de design gráfico, ou quer aprender a se tornar um designer, então parabéns, você está no lugar certo!

Em uma série de artigos recentes venho falando do design gráfico em algumas cidades, e hoje vamos falar especificamente do design gráfico em Porto Alegre.

Diferente das demais cidades que abordamos aqui nos outros artigos, Porto Alegre é rica em bons profissionais de design gráfico que contribuem para o mercado com trabalhos de qualidade.

Existem diversas empresas em Porto Alegre, afinal estamos falando de uma cidade com um milhão e quatrocentos e nove mil habitantes (1.409.000), capital do Rio Grande do Sul.

Se você não conferiu os outros artigos desta série sobre design gráfico em cidades específicas, confira agora:

  1. Design Gráfico em Charqueadas RS – O que podemos melhorar?
  2. Design gráfico em Butiá RS – Conheça as melhores soluções e estratégias para pequenas e médias empresas
  3. Design Gráfico em Butiá Rio Grande do Sul Parte 2 – Logotipos e manual de identidade visual

Após a leitura destes 3 artigos você entenderá nosso objetivo, que é detectar pontos que podem ser melhorados com relação ao design, visando principalmente o potencial que este trabalho trás para uma empresa.

O design faz toda a diferença para um serviço e/ou produto, ele pode atrair, despertar a atenção, pode convencer e fechar a venda.

Da mesma forma que se não for trabalhado, isto pode significar uma queda e invisibilidade enorme no mercado para uma determinada marca.

Teimo e insisto em dizer, a desculpa de que cidades pequenas precisam apenas do comércio local, não vale na minha opinião. Design está em todos os lugares e pode se moldar para a estratégia que for, mesmo um comércio local, com público reduzido, pode ter um diferencial em seu design.

Confira o que você vai aprender hoje:

Se você curtiu o que vai aprender hoje aqui então cadastre-se em nossa lista de leitores para não perder nossas novidades jamais:

Ative também as notificações personalizadas e receba um aviso a cada novo post do blog, basta habilita quando a notificação aparecer, ou clicar no botão laranja que está do lado de sua tela.

1. Design gráfico em Porto Alegre – Confira dicas e cursos de design

Design gráfico em Porto Alegre - Confira dicas e cursos de design

Você quer encontrar um serviço profissional de design gráfico, ou deseja ser um designer e não sabe onde encontrar o melhor curso.

Em cidades que existem diversas opções para um serviço ou produto, existe a possibilidade de escolhermos, mas nesse momento também surgem algumas dúvidas. Qual? Como escolher o melhor? Qualidade ou preço?

Pois hoje você vai saber exatamente tudo isto, vamos mostrar para você o passo a passo do design gráfico, todo o processo de criação de um trabalho.

Cursos que vão lhe ensinar exatamente isto, com toda certeza são os nossos indicados, da mesma forma que profissionais que executem o trabalho dessa forma também são os preferíveis.

Falo isto pois hoje sei de muitas pessoas que estudaram design gráfico da forma correta em cursos completos da internet, e graças a este conhecimento hoje são bem sucedidos em seus próprios negócios.

2. Passo a passo de um projeto de design gráfico

Os designers atuais, em especial o design gráfico, estão engajados em processos de design em quatro diferentes situações.

A primeiro delas, um designer que possui muitas ideias e não tem compromisso com nenhum cliente, então ele pode iniciar o desenvolvimento de seu criativo, da forma que bem entender.

Desta mesma maneira, ele seguirá o seu processo da forma que achar mais adequado.

A segunda situação é aquele profissional que trabalha como freelancer, neste caso o designer será livre para desenvolver seu trabalho e também o processo de trabalho, se não tiver interferimento do cliente.

Entretanto, na maioria das vezes o cliente fica interferindo no trabalho.

Na terceira situação, imagine um designer que trabalha para um estúdio ou uma agência de publicidade e propaganda. Neste caso, geralmente somente o chefe da agência ou do estúdio que se envolve com o cliente.

Aqui portanto a atmosfera é criatividade, o designer é mais livre para desenvolver seu trabalho e não se envolve com outras atividades administrativas ou que não forem relacionadas à criatividade.

Na quarta e última situação, o designer trabalha em uma empresa de médio a grande porte, onde existem vários stakeholders no Negócio.

Neste tipo de situação o processo criativo passa por diversos níveis de aprovação, até chegar ao produto final. Diversos interessados no negócio precisarão avaliar o trabalho, muitas vezes todos os gerentes analisam, o setor de marketing analisa, até que se chegue ao CIO da empresa.

O designer nessa situação deverá estar muito bem organizado em seu processo de trabalho, e provavelmente fará várias apresentações do seu projeto.

Em todas essas quatro situações você pode ver que o processo de design é praticado de maneira diferente.

Na primeira situação o designer é mais livre para desenvolver seu trabalho. Na segunda e na terceira, a liberdade é mais controlada.

Já na quarta situação o designer é mais controlado e bem menos livre.

1. Brief

Normalmente um cliente solicitará para o designer a descrição do projeto, ou pedirá para preparar o brief.

O brief nada mais é que uma descrição detalhada do projeto, onde deverá estar incluso informações sobre o tema do mesmo, o público-alvo, os recursos disponíveis e necessários, a duração do projeto e por fim, o orçamento do mesmo.

2. Identificação do problema de design

Um problema de design, ou uma questão, é normalmente apresentada pelo cliente. São as solicitações, o que é preciso ser desenvolvido.

Muitas vezes o próprio designer pode ajudar também a levantar o problema em questão. Alguns exemplos hoje de solicitações, levando em consideração também o cenário da Web, são:

  • Criação de marca (logotipo)
  • Criação de artes para publicações, capas para mídias sociais e afins
  • Criação de templates para websites
  • Design de infográficos

Entre muitos outros…

Opa! Está curtindo nosso artigo? Então não se esqueça de cadastrar-se em nossa lista de leitores, para receber com exclusividade nossos materiais.

3. Pesquisa

Uma vez que o problema está definido, é a hora de realizar pesquisas por projetos similares para obter inspiração e novas despertar novas ideias, melhorias, soluções.

A internet é a grande aliada nesta etapa do processo. Você vai buscar pelas soluções existentes similares ao seu problema de design e analisá-las.

Analisar projetos existentes similares ao que você está prestes a desenvolver, lhe ajudará a detectar as forças e fraquezas de cada um deles.

Isto ajuda o designer a desenvolver uma posição sobre seu projeto e definir estratégias de design que solucionarão o problema em questão.

Da mesma forma que ajudará a fluir o planejamento e execução do trabalho.

4. Análise de Requisitos

Baseado nas informações da pesquisa realizada acima, o designer deverá realizar uma pesquisa inicial sobre o público-alvo em questão, para então encontrar quais são os requisitos deste público.

Após encontrada estas informações, o designer gráfico de Porto Alegre, ou qualquer região, deverá direcionar o seu trabalho de acordo com o público.

Os requisitos do trabalho são levantados através de características deste público, comportamento, etc.

Isto tudo dará um entendimento mais realístico sobre o projeto para o designer.

5. Finalizando o Brief

Após todo o conhecimento ganho nos estágios anteriores, todas as informações extras levantadas, o designer deverá agora olhar para o brief, e observar se há a necessidade de realizar mudanças.

Todas estas mudanças deixarão o brief mais realista e próximo do realmente irá acontecer.

6. Processo criativo

Sempre existiu uma certa curiosidade sobre a natureza do processo criativo. Acredita-se que pessoas criativas são “dotadas” e concedidas de poderes especiais.

Embora exista um pouco de verdade nisto, da mesma forma em que algumas pessoas são naturalmente fluentes em gerar ideias interessantes, acredita-se que outras pessoas também possam vir a ser, caso se esforcem para isto.

Com o esforço e o entendimento de vários processos e dinâmicas sutis do pensamento criativo, seguindo-os passo a passo, pode-se obter resultados criativos.

A criatividade é um dom natural, da mesma forma em que, pode ser trabalhada, treinada e estimulada.

Quem quiser ver um artigo especificamente sobre como estimular a criatividade de qualquer pessoa, cadastre-se agora em nossa lista de leitores que nós desenvolveremos no futuro e enviaremos para você um e-mail notificando. (Vamso desenvolver apenas se tivermos cadastros).

A intuição e a inspiração certamente ajudam também a melhorar o resultado final de uma atividade criativa, mas no geral, se o designer seguir o processo de forma correta, este processo também o levará a um resultado criativo.

Cada designer gráfico desenvolve seu próprio método de resolver um problema que lhes foi passado, o que envolverá um determinado período de tempo e também o estilo próprio deste profissional.

Nenhum designer enxergará o problema exatamente da mesma perspectiva.

7. Planejamento e execução

Este é o estágio onde todo o tema, tratamento e a linguagem visual do design estão decididos.

De forma geral desenvolve-se de três a cinco conceitos/temas/templates dos quais o cliente escolherá um como o final.

Em alguns casos o cliente rejeita todos. Bem como em outros casos este cliente poderá solicitar que o designer faça uma mistura dos templates criados, ou pequenas alterações em algum.

Definido o template/conceito final, ou a ideia final, o designer precisará criar todos os materiais necessários para começar o trabalho do design.

Isto poderá incluir desde ilustrações em alta qualidade, imagens, fotografias, animações, a até mesmo vídeos e todos os tipos de textos.

A parte mais importante do design é na finalidade que o produto terá, se sua composição visual será destinada para uma mídia impressa ou virtual.

Existem diferenças em alguns pontos do design se você desenvolver uma mídia para circular em algum veículo virtual, ou uma mídia impressa. Estas diferenças estão relacionadas com poluição visual, família de fontes, modelo de cores e outras.

A aparência visual e o sentimento são cruciais para o sucesso do design, aqui entram também diversos outros pontos que merecem atenção e cuidado, porém não é o objetivo deste artigo falar sobre eles.

8. Protótipo

O protótipo ou modelo, antigamente seria como preparar uma obra de arte para sua avaliação final, para a finalização do seu design. Entretanto, hoje em dia utiliza-se da tecnologia para desenvolver os protótipos, com softwares poderosos e profissionais.

O modelo de uma mídia impressa por exemplo, precisa ser desenvolvido nos tamanhos reais em que serão implementados.

Neste caso geralmente desenvolve-se três protótipos e entre eles o cliente escolherá um como o final.

9. Implementação

Após o protótipo pronto e definido, é hora então da impressão, caso seja uma mídia impressa, ou do upload caso estejamos falando de uma mídia virtual.

Suponhamos que seja uma mídia impressa, o designer então submeterá o design final para ser impresso, o profissional que realizará este trabalho deverá portanto imprimir um exemplo.

Este modelo já impresso deve retornar ao designer para aprovação, passando também obviamente pelas mãos do cliente.

10. Relatório

Não existe hoje exatamente uma norma que determine o desenvolvimento de relatórios de um design. Entretanto, o mesmo e recomendado para uso futuro.

Em caso de uma mídia virtual, em muitas organizações é obrigatório o desenvolvimento de um documento com as especificações do design.

O relatório de especificações manterá a consistência do trabalho, de todo o processo do design, com informações técnicas e padrões utilizados.

11. Revisão e avaliação

Uma vez que o design final é publicado/lançado, o cliente então ficará curioso para saber do impacto causado pelo mesmo sobre o público-alvo.

Esta análise pode vira  ser conduzida pelo próprio designer ou também por uma agência terceirizada.

3. Conclusão

Design gráfico em Porto Alegre - Confira dicas e cursos de design

Agora se você tiver procurando por um profissional de design gráfico em Porto Alegre, ou também se você deseja ser um profissional destes, e está procurando por um curso de qualidade na área do design, você já conhece qual o conhecimento que você, ou o profissional, precisará possuir.

De forma geral este é o processo de criação de um trabalho de design gráfico, e se você procurar por um curso de design gráfico em Porto Alegre, o mesmo deverá transmitir para você condições de realizar este processo após formado, e ingressar no mercado de trabalho com sucesso.

É por isto que nós aqui da SoftWorks, recomendamos dois incríveis cursos que você poderá fazer sem sair de casa, que vão lhe dar o conhecimento necessário para ingressar como um profissional de design no mercado de trabalho, e também após estes cursos você já poderá seguir este processo que você aprendeu hoje aqui e realizar trabalhos profissionais para seus clientes.

São eles:

Por hoje era isto, espero que você tenha gostado do nosso artigo, não esqueça obviamente de ativar as notificações personalizadas, no botão laranja ao lado de sua tela ou na caixinha que aparecerá em algum momento.

Caso a caixinha tenha sumido você pode fechar e abri novamente este artigo.

Não deixe também de se inscrever em nossa lista de leitores, pois assim você receberá conteúdos exclusivos, e saberá muito mais sobre design, marketing digital e tecnologia.

Forte abraço, sucesso e até a próxima!

 

Fonte(s):

http://ncert.nic.in/ncerts/l/legd102.pdf

http://www.insite.pro.br/elivre/zoomraquel.pdf

http://www.voxblue.com.br/importancia-do-design-grafico-para-as-empresas/

https://www.printi.com.br/blog/7-etapas-para-criar-projeto-de-design-grafico-eficiente

 

O que aprende no curso de design gráfico Tire dúvidas sobre quanto custa e o que você aprenderá em um curso de design gráfico a distância
O que exatamente você aprende no curso de design gráfico? Para quem deseja ingressar no mercado de trabalho como designer
gustavofmachado95@gmail.com'
Minhas redes

Gustavo Machado

Diretor e Fundador em Ti SoftWorks
Aqui no blog você acompanhará excelentes materiais sobre marketing digital, SEO, tecnologia e design, somos apaixonados pelo mundo digital, ajudamos empresas a crescerem alavancando os seus Negócios através da internet.

Nosso trabalho é focado em SEO, potencializamos empresas para que elas apareçam no topo do Google, tendo seus produtos e serviços encontrados quando seus consumidores procurarem.

Portanto aqui no blog trataremos sobre assuntos como tecnologia, ferramentas, design, SEO, etc. Espero que você goste, fique à vontade!
gustavofmachado95@gmail.com'
Minhas redes